Visualizações de página do mês passado

ATENÇÃO

QUER AJUDAR O BLOG ?
Deixe um comentário a baixo de uma postagem ou marque, bom, muito bom ou ruim.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

DESAFIANDO AS ESTATÍSTICAS



Olha ela lá
A caminhar
Sem respirar

O estudo foi sua oportunidade
No peito ela só leva verdade
Segue com simplicidade

Olha ela lá
A se debruçar
Com um foco a alcançar

Ela não desiste
Mesmo com medo insiste
E sem certeza nenhuma persiste

Sem respirar
A se debruçar
Ela segue a caminhar

Apontaram o dedo pra ela
Disseram: A gravidez te espera
Sem pai seu filho vai ficar

Chorou, lacrimejou
Limpou o joelho, não recoou
Aos estudos se debruçou

Olha lá
Como ela se comporta
Como se veste
Como se porta

Ela olhou pro horizonte
Decidiu esquecer o que foi ontem
Prosseguiu a escalar os montes

Barreira por barreira
Na ponta, quase ela caiu da beira
Mas nunca deixou de ser guerreira

Desafiou as estatísticas
Continua a ser dona de sua vida
Com fé ela segue sua corrida

Só segue...
E não vacila.
Desafiando as estatísticas

- Liliane Ventura

quinta-feira, 1 de junho de 2017

NAVEGUEI NAS EMOÇÕES DELA



Tem uma brisa suave nela
Ela é a brisa que suave vai...
E que, com suavidade vem.

Tem uma alegria nela
Ela é a alegria que com felicidade vai
Mas que com felicidade... Vem!

Tem muito sonho nela
Ela é o sonho que com esperança vai
E com esperança, ela vem!

Nela tem um rio
E o rio dentro dela se vai
Mas o rio? Com ela vem.
E às vezes a faz refém...

Tem uma força nela
Que eu nunca vi em ninguém!

Tem muita vida nela
Ela é a vida que com cor vai ...
E que com gratidão, vem!

Nela tem sim muito amor
Nela tem luz
Tem muito valor

Ela é paz!
Ela é flor!

( Dedicada a Priscilla Maia uma amiga de pouco tempo, porém com quem compartilho muitas emoções )

domingo, 19 de fevereiro de 2017

ATO DE AMAR





Amar é libertar-se de si mesmo, é romper com os medos do eu.
É entregar-se de alma e coração a alguém que quer ser seu.
Viver os sonhos alheios, mas um alheio que se dissolve no outro.
É se machucar ao causar desgosto.

É viver a aventura de conhecer o interior de outro alguém.
Se entregar, sem se tornar refém.
É ser contagiado por uma alegria desconhecida.
De quem ta disposto a lidar com a vida.

O amor é um verbo, e exige ação.
Por isso é também um adjetivo movido pela paixão.
Amar é morrer no outro e com o outro, a fim de se misturar.
Porém exige troca, pois sozinho não se pode amar.

Amar é estar em conjunto, é dividir a vida, o ar, o respirar.
Aprender a repartir até mesmo o paladar.
É se entregar a liberdade de uma vida plena de alegria.
E ser uma constante troca de energia.